Cúpula do PSDB escolhe Pitiman para disputar governo do Distrito Federal

Comissão especial referenda o nome do deputado federal para a disputa ao Buriti. Ele passa a ser o interlocutor do partido para negociações relacionadas à composição des alianças. Decisão tem o aval do senador Aécio Neves
Filiação de Pitiman, em 2013, contou com a presença de caciques do partido, como o senador Aécio Neves, pré-candidato à Presidência da República

Uma reunião a portas fechadas entre caciques do PSDB ontem selou a pré-candidatura do deputado federal Luiz Pitiman ao Palácio do Buriti. A executiva nacional decidiu lançar o parlamentar em vez de apoiar José Roberto Arruda (PR) ou indicar outro nome da legenda. Em nota divulgada no site do partido, no começo da noite, o PSDB informou que Pitiman foi escolhido por uma comissão especial criada no mês passado e que, a partir de agora, ele tem autorização para fazer alianças com as outras legendas.

Luiz Pitiman diz que o partido está a um passo atrás das outras siglas, que já lançaram os candidatos. “São personagens que respeitamos e estão um passo à frente. Precisamos estar em condição de igualdade e correr com humildade para sentarmos à mesa e debater.” Ele elegeu-se deputado federal em 2010 com 51.491 votos pelo PMDB. No ano passado, Pitiman migrou para o PSDB. Sua filiação contou com a presença de caciques, como o senador Aécio Neves (MG), candidato à Presidência da República.

Pitiman adianta que o trabalho como concorrente ao Buriti começa ainda neste mês. “Vamos iniciar um grande trabalho do PSDB nas cidades. Serão dois ônibus adesivados com a marca do partido e, a cada dia, vamos visitar duas regiões, fazendo filiações, acordando tucanos adormecidos, verificando quem quer participar de caminhadas com o Aécio. Vamos visitar todas as cidades do DF para saber o que população espera e isso será colocado no plano de governo”, afirma.

Postar um comentário

0 Comentários